Cinderela na oficina de comunicação na Paraíba

Eunice Conceição Silva, artisticamente conhecida como CINDERELA, é membro ativo do GEMPAC e foi representar a Rede Brasileira de Prostitutas pela região Norte do Brasil em uma Oficina Nacional de Comunicação para as prostitutas do Brasil no período de 11 a 14 de março de 2013 em João Pessoa na Paraíba. A oficina foi organizada pela equipe do Departamento Nacional de DST AIDS – Ministério da Saúde, foram debatidos assuntos como prevenção nas áreas de DST, aids e hepatites virais. Funcionava como uma oficina de comunicação em saúde para prostitutas de 12 estados brasileiros realizada entre os dias 11 e 14 de março de 2013, em João Pessoa, PB. Esses vídeos foram postados na internet pelo canal no youtube do departamento de DSTs, Aids e Hepatites Virais.

1652_108159819375564_543886474_n

Cinderela nos relatou que as prostitutas com mais de quarenta anos são discriminadas muitas vezes pelas próprias colegas, os homens que as procuram para fazer programas querem pagar sempre abaixo do preço de mercado, elas acabam caindo em decadência e vivendo de forma decadente, pois são abandonadas pela sociedade.
Nossa representante do GEMPAC identificou que sofreu discriminação no seu translado de Belém para João Pessoa, pois, por não saber ler, tiveram que pedir informações no aeroporto e dizer que estava indo a uma oficina de prostitutas na Paraíba, as pessoas tomavam um susto e a olhavam com desdém, ela ficou muito triste e segurou o choro até que encontrou suas colegas de profissão e finalmente foi acolhida. Tal episódio a fez voltar a sua alfabetização, por meio de letramento realizado por voluntários na sede do GEMPAC.

1652_108159819375564_543886474_n

Na oficina de comunicação as prostitutas fizeram performances teatrais, elas contaram de várias formas suas historias de vida. Nossa Cinderela em seu desempenho teatral buscou contar seu cotidiano em Belém do Pará em uma boate que frequenta, relatou com ajuda de uma amiga em sonho, que era uma rosa com espinhos e ao acordar tornou-se uma rosa sem espinhos, pois, não era mais discriminada por ser uma prostituta pelo contrário uma mulher com direitos, na sua transformação assumia que é puta e que merece respeito, digna e igual a todas as mulheres.

579137_109657692559110_1256986491_n

Registro realizado em 26/04/2013 por Jaqueline Silva

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s