Um puta novembro – consciência, sem violência

Amplie sua consciência, com todas as cores, sem violência!

Diversos gritos se unem na esquina do Gempac, entre os dias 19 e 30 deste mês. É o “Puta Novembro – Consciência, Sem Violência” em que reflexões e atividades trazem a tona os debates em torno do dia da Consciência Negra , o dia pelo enfrentamento a violência contra mulher e o resgate material e subjetivo do bairro da Campina . Uma programação contínua e plural, derrubando fronteiras sorrateiras que diferenciam gênero, raça e classe e esmagam as diferenças.Este Evento compõe as ações do Núcleo de Comunicação do GEMPAC apoiado pelo Fundo Brasil de Direitos Humanos além de diversos articuladores locais em uma meta de resistência e revitalização cultural e de conceitos a partir destas pessoas.

 Ações políticas, culturais, artísticas, reflexivas, poéticas, cinematográficas e divertidas,  para pensar de forma crítica e criativa sobre todos esses tipos de violência. Mas como entendemos que nada é fechado, abrimos espaço para quem quiser chegar e jogar uma ideia. Dá uma olhada no que vai rolar por aqui, veja como você pode participar – propondo uma atividade ou endossando um papo- e venha. A esquina não é só para a puta, ela conforta qualquer um. É ponto de convergência, encontro, encruzilhada de gente e diferentes pensamentos.

Olha aí a programação do Puta Novembro!, que encerra no dia 30 com uma programação cultural cheia de vida e saudade, a fim de retomar a Campina Boêmia.

Projeto Roda Livro

O Projeto Roda livro tem como objetivo o acesso irrestrito a leitura, levando os livros para os locais mais incomuns, não apenas aos meios acadêmicos, bibliotecas e livrarias, pois achamos que o conhecimento deve estar ao alcance de todos a qualquer hora e em qualquer lugar. O projeto estará, durante essa semana, instalado na sede do Gempac. Apareçam e vamos trocar livros, culturas e vidas.

A partir do dia 19 de novembro

http://www.facebook.com/poraocultural

Manhãs do corpo

Aproveitando os raios de sol da manhã, vale a pena estimular o corpo a sentir a vida, o espaço, o outro. O ator e dançarino Ícaro Gaya propõe encontros manhosos e frenéticos para trabalhar o corpo e a mente.
A partir do dia 19, às 10h. Duas semanas, sempre às segundas e quartas. local: Gempac.

Laboratório de criação e ação
Em meio a semana, dando continuidade às atividades, surge um espaço de produção coletiva/colaborativa de cartazes, usando tecnicas de stencil, lambe-lambe, desenho, colagens ou outras que surjam no decorrer. Trazendo questões, divulgando programações da semana ou colocando ideias pela cidade. Sinta-se livre para criar… e no final intervenções no quadrilátero… do quadrilátero de ruas, para cidade.
21 de novembro, quarta, a partir das 14h. Local: Gempac

Cine Gempac
Depois de muitas exibições, orgulhosamente o Cine Gempac integra o lançamento nacional do filme O céu sobre os ombros, do cineasta Sérgio Borges. Discutindo nessa semana, igualdades, diferenças, respeito: o filme mostra sutilmente com enquadramentos longos e personagens muito bem construídos,realidades, olhares e instigas!
Dia 22 de novembro, quinta, às 15h30. Local: Gempac

http://www.facebook.com/pages/Cine-Gempac/287906674612023

}Amplie sua Consciência Negra{


Capoeira Angola
Dentro da programação principal relacionada ao dia da consciência negra, o grupo “Eu Sou Angoleiro” abre a roda no Gempac em uma oficina aberta, sem restrinções. O grupo trabalha com a capoeira angola como o norte central, mas pretende através deste instrumento estabelecer uma reflexão acerca da história do negro na Amazônia; da importância de suas atividades culturais para o fortalecimento de sua identidade na sociedade.
Dia 20, terça, às 18h e dia 22, quinta, às 19h. Local: Gempac

http://www.facebook.com/events/408022559267892/

Rádio Janela Azuelar
Rádio Janela Azuelar, apresentando o programa a Hora de Zumbar com Táta Kissikar’ngomba ria Nzumbarandá Kinamboji uá Nzambi- Arthur Leandro, que irá apresentar o projeto Azuelar e o Instituto Nangetu, discutindo questões como: religiões afro-amazonicas, intolerância religiosa, comunicação de resistência. Venha, participe, conheça, se amplie!
Dia 20, terça, às 16h. Local: Gempac

Cronista da Rua
O grupo de Rap, Cronistas da rua, de Belém do Pará, teve sua origem no inicio de 2011, primeiramente com Dime França(Cronista), vocalista e compositor do grupo. Logo mais, em outubro, juntou-se a Alonso Nugoli, beatboxing e vocal. A dupla, por ser novo, ainda não possui DJ fixo. O foco é a crítica e mensagens de motivação, que, para eles, está longe de ser auto-ajuda. Querem, com certeza, mostrar que não podem ficar em silêncio diante de tantas situações que acontecem e que deixamos “passar”, transformam assim, sua arte em música (Rap).
Dia 20, terça, às 18h. Local: Gempac

Dia Internacional pela Eliminação da Violência às Mulheres.
O dia 25 de novembro foi instituído como  como Dia Internacional pela Eliminação da Violência às Mulheres.
A idéia é promover nesse dia, espaços para discutir sobre nossa construção social e sobre as violências como mulheres, negras, brancas, indias,de qualquer preferência sexual, putas,loucas, transexuais,Todxs. Aqui desse espaço, fora dele, mulheres do rio ou do asfalto e homens os que quiserem chegar junto e que todos se proponham a trocar.

Mulheres de Antenas é bem melhor, elas conseguem movimento e trocar por decibéis de outros espaços, que não estes, amarrados ou definidos,mas, aqueles inventivo e libertários. Vivemos cruzando com várias delas por aqui, nessas ruelas belenenses, portanto vamos nos encontrar e trocar ideias!! Proposições e ações sempre abertas.Mais informações e detalhamentos e proposições no facebook e blog Ocupa Belem. www.ocupabelem.wordpress.com
Dia 25 de novembro, domingo, a partir das 10h.Local: Concentração ao lado do Theatro da Paz.

Roda de conversa entre produtores e articuladores culturais

Espaço aberto para troca de ideias entre agentes que estimulam e produzem atividades artísticas e culturais pela cidade. O objetivo é unir interessados em remontar a boemia histórica do bairro da campina, pensamento produções que dialoguem com o contexto social e urbano do lugar.
Dia 22 de novembro, quinta-feira, 17h. Local: Gempac

Campina Boemia

Grande projeto de retorno cultural da boemia latente historicamente no bairro da Campina. Tem como objetivo principal do encontro e produção de pensadores, moradores, agitadores, para um mergulho produtivo nessa discussão de resgate cultural A partir dos atores que compõe nosso cenário cultural.

Musica, dança, intervenções, mostras artísticas e sociais, microfone aberto, performances que contam e recontam a Campina Boêmia, regado ainda como cervejinhas, e um caldinho boêmio(segredos culinários da boemia).

Dia 30 de novembro, sexta feira, a partir das 14h. Local:Gempac. Às 18h começa a festa.

Anúncios

Um comentário sobre “Um puta novembro – consciência, sem violência

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s