Gempac dá o seu grito no “Dia Internacional da Mulher LIVRE”

Grupo de Mulheres Prostitutas do Estado do Pará realiza uma programação especial para comemorar o Dia da Mulher com ações de conscientização 

No dia em que mulheres de todos os lugares do mundo se unem para gritar por seus direitos e comemorar os avanços que o gênero conquistou, o Grupo de Mulheres Prostitutas do Estado do Pará (Gempac) realiza uma programação que vai exceder os muros da entidade. No dia 8 de março, quinta-feira, das 10h às 22h, o espaço físico que a instituição ocupa vai ser tornar palco de diversas atividades e manifestações artísticas. O propósito é chamar os holofotes para questões essenciais na luta pela legalização da profissão e pela integridade da classe. Uma iniciativa que une conscientização e arte no mesmo lugar.

PROGRAMAÇÃO

Um dia em que cinema, artes visuais, teatro e música se encontram para endossar a luta por uma causa. Com um título sugestivo, o “Dia Internacional da Mulher LIVRE” vai ser marcado por uma programação diversificada. Durante o dia, haverá sessões gratuitas de beleza, com ênfase em maquiagem e penteados. Também haverá uma equipe responsável por fotografar os resultados, que serão projetados em tempo real, para todos verem. Nesta ação, o Gempac contará com o apoio do empreendimento “Coisa de Preto”, especialista em cabelo afro.

Enquanto isso, em um canto especial da sede, o “microfone aberto” servirá de palanque para qualquer um se expressar. A ideia é abrir um canal de comunicação entre quem tiver alguma colocação ou questionamento e as pessoas que estiverem passando pelo local. Um foto-varal se encarregará de divulgar olhares sensíveis de fotógrafas mulheres. O evento também contará com espaço aberto de exposição para obras de artes em outros suportes.  As artistas Cinthya Marques, Camila Aranha, Bruna Suellen e Diana Figueroa já marcaram presença.

Já a artista Mariléia Aguiar vai apresentar o espetáculo “A Mulher de sete saias”, texto escrito por ela e direção de Anibal Pacha. Haverá também exposição para venda de  produtos relacionados as mulheres

PROJETOS

Em meio a tantas manifestações, dois projetos realizados no Gempac darão o pontapé inicial de suas atividades durante a programação. O “Dia Internacional da Mulher LIVRE” contará com a primeira mostra da Exposição Zonas de Direito, que integra o projeto de mesmo nome, contemplado pelo Fundo Brasil de Direitos Humanos. Na amostragem parcial, recortes de publicações que remontam a história da entidade, tendo como foco os avanços do movimento e a questão da violência contra prostitutas. “Com este projeto queremos chamar a atenção das pessoas e estimular um olhar crítico sobre a situação das prostitutas no Estado. E para isso, é importante compreender como este assunto foi tratado ao longo dos anos”, considera Leila Barreto, coordenadora do projeto.

Com o auxílio da sétima arte, o Cine Gempac também faz sua atividade de estreia com uma sessão especial. Às 16h, o projeto premiado pela bolsa de extensão da Pró-Reitoria da Ufpa exibe o filme “As Filhas da Chiquita”, da cineasta Priscilla Brasil. “Escolhemos esse filme por ele ter uma temática relacionada, mostrar um pouco da história da área da Campina e falar de uma minoria que tem relação estreita com as prostitutas, que são os travestis. Além, é claro, de ter sido feito por uma mulher”, explica Luah Sampaio, membro do Cine Gempac.

Para finalizar o dia, o Dj Maico comanda as picapes no “Reggae Dasputas”, em que haverá venda de bebidas alcóolicas e tira-gostos, a fim de arrecadar fundos para a entidade.

CAMPANHA

Após vinte de anos de atuação, o Gempac – entidade reconhecida nacionalmente por ser uma das fundadoras da Rede Brasileira de Prostitutas, além de ser pioneira na luta pelos direitos da classe – enfrenta dificuldade de manutenção do espaço e de continuidade das diversas atividades geridas pelo grupo.

A fim de iniciar um projeto pela revitalização da instituição, o Gempac aproveita a programação comemorativa ao Dia da Mulher para lançar a campanha “Não deixe a luz da esquina se apagar”. A ideia é unir forças com a sociedade civil e trazer uma teia de parceiros para o grupo. Nesse contexto, é bem-vindo tanto força de trabalho, como também todos os tipos de doações. Quem quiser colaborar com doações pode procurar a entidade presencialmente ou fazer doações em dinheiro pela conta bancária oficial do Gempac (Banpará, Conta Corrente: 0000320757/ agência: 0011)

PARCEIROS

Nesta atividade o Gempac conta com parceiros fundamentais. Unem forças para realizar o “dia Internacional da Mulher LIVRE”: Fórum de Mulheres da amazônia Paraense; Coisa de Preto; Cine Gempac; Comitê Arte Pela Vida; Grupo Cuíra; Fundo Brasil de Direitos Humanos; e Garfo e Faca.

SERVIÇO: “Dia Internacional da Mulher LIVRE”, no Gempac, das 10h às 22h. Local: Sede do Gempac – Travessa Padre Prudêncio, 462, esquina com General Gurjão, Campina.

Informações para imprensa:

Leila Barreto – coordenadora da programação – 81545749

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s